Se você ler qualquer revista que fale sobre a NYFW, com certeza verá Gigi Hadid em mais de uma página. A modelo está dominando a indústria e participando de vários desfiles. Porém, para alcançar isso não foi fácil, especialmente no começo.

Em uma entrevista para a revista i-D, que ela estrelou a capa, Gigi se abriu sobre o primeiro estilista que a colocou em um desfile em Paris e sobre como a sua carreira evoluiu.

"[Jean Paul Gaultier] foi o primeiro estilista que me colocou para desfilar em Paris", disse ela. "Na época, eu ainda estava começando a minha carreira. Eu estava saindo do colegial, tinha corpo de vôlei".

"Era um corpo que eu amava", continou ela. "Eu sabia como eu tinha trabalhado para ter aqueles músculos, para ter curvas em certos lugares - eu sinto falta agora. Na época, as pessoas me criticavam e diziam que eu não tinha corpo de passarela".

Gigi Hadid, i-D magazine

Jamie Hawkesworth

Gigi explicou que, apesar de alguns estilistas a contratarem para mais desfiles, eles a colocavam em roupas que "cobriam" o seu corpo.

"Então, para Jean Paul me chamar para desfilar e ainda não colocar muita roupa em mim", disse ela. "Ele fazer eu me sentir como se ele quisesse que eu brilhasse significou muito".

Ela adicionou: "E eu sei que ele fez isso por muitas pessoas".

Obviamente, a estrela de 24 anos se sentiu ainda mais grata quando partipou do último desfile do estilista, no meio de janeiro.

"Eu me senti tão honrada de me pedirem para desfilar para ele, porque ele chamou não só as pessoas que trabalharam com ele, como também alguns novos talentos", disse Gigi. "E eu acho que isso diz muito sobre ele como estilista e como pessoa. Ele quer que as pessoas usem o look e se deixem florescer".

Gigi Hadid, Chanel SS2020 Show, Paris Fashion Week

WWD/Shutterstock

Já sobre o tópico de sua carreira, a modelo revelou que ela planeja manter as coisas simples no futuro.

"Um dia eu vou começar uma família e eu não sei se ainda estarei trabalhando como modelo", dividiu ela. "Eu amo o lado criativo da moda, é incrível. As pessoas com quem eu trabalho me fazem feliz, eu tenho muita sorte de estar em volta delas. Mas quem sabe? Talvez eu vire cozinheira em tempo integral".

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.