Anitta, que negou envolvimento com Lexa, se manifestou na terça-feira, 18, sobre um assédio envolvendo seu nome. Anitta foi ao Twitter e rebateu o motorista de um aplicativo que assediou uma menor de idade. 

Uma das justificativas usadas pelo acusado foi a de que a jovem usava um short "tipo Anitta". Com isso, a poderosa acabou com o rapaz na rede social.

"Acabei de receber esse vídeo onde o motorista de Uber que assediou uma passageira menor de idade tenta justificar o injustificável (seu assédio) dizendo que a menina estava usando um short ‘tipo Anitta' e sentada numa posição favorável ao assédio", escreveu a cantora.

O vídeo foi gravado pela menor de idade e viralizou na web.

"NADA justifica um assédio. A forma de se vestir, sentar, falar etc não significa qualquer autorização ou pedido ou convite a ser assediada e/ou invadida, abusada, estuprada etc", desabafou Anitta. 

"Quanto à menina estar usando um short ‘tipo Anitta', pra mim significa que ela é independente, não tem medo de ser quem ela quer e, acima de tudo, bem inteligente para denunciar e expor um assediador para que outras meninas não passem pelo mesmo que ela".

O caso aconteceu no domingo, 16, e tomou conta das redes sociais. O registro mostra apenas o rosto da garota enquanto ela ouve o assédio.

"Mas acho que tu tem idade para ser meu pai", fala a jovem. "Eu faria coisas que teu pai não faria", diz o motorista. "Pode ter certeza".

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.