Justin Bieber revela que Changes é uma carta de amor à Hailey Bieber

Em entrevista ao Beats 1 da Apple Music, o cantor falou da felicidade que encontrou em seu casório com a modelo. Saiba mais!

por emily belfiore | Traduzido Por Sally Borges | 17 fev, 2020 14:51Tags
Recomendado para você: Justin Bieber revela que Changes é uma carta de amor à Hailey Bieber

Justin Bieber está amando ser uma pessoa casada! Em entrevista ao Beats 1 da Apple Music, Justin, que falou sobre sua vida sexual, se abriu novamente sobre seu casamento com Hailey Bieber.

"Eu estou completamente casado agora", disse o cantor a Zane Lowe. "Eu tenho a melhor esposa do mundo. Ela me apoia tanto. Eu sou realmente honrado em ser o marido dela".

Ele revelou que seu novo álbum Changes é uma carta de amor à modelo, tanto que sua inspiração foi o tempo em que passaram juntos como recém-casados.

"Eu quero continuar escrevendo sobre como isso parecer ser... Este é um álbum que escrevi no primeiro ano do nosso casamento, por isso é tão fresco", explicou o astro da música. "Há muito mais para aprender sobre comprometimento, construção de confiança e fundamento".

"Estou ansioso para continuar a criar e fazer músicas que reflitam isso".

leia também
Justin Bieber e Quavo lançam emocionante clipe da música Intentions

Em julho de 2018, Justin pediu Hailey em casamento e, então, os pombinhos se casaram em um tribunal de Nova York, meses depois. 

Depois do hiato de quatro anos, o cantor admitiu que encontrou a felicidade ao lado da esposa.

"Acho que estou empolgado isso, mas eu estou tipo, tem muito mais", explicou ele. "Há níveis muito mais profundos para os quais estou animado, o que é divertido. Isso me dá algo pelo que esperar. Acho que no ano passado, eu estava tão envolvido com as coisas ruins da minha vida que eu não era capaz de lidar e realmente apreciar todas as coisas pequenas".

Além disso, Justin falou como encontrou o caminho de volta à musica, revelando que a performance dele com Ariana Grande, no Coachella 2019, o ajudou muito.

 

"Eu vi a reação das pessoas quando eu subi ao palco. Foi como, ‘Tudo bem'. Isso me deu uma espécie de um impulso de confiança, e me lembrou que, ‘Oh, é isso que eu faço, é nisso que sou bom e não preciso fugir disso'". 

"Eu estava fugindo. Eu acho que muitos de nós precisamos aceitar isso quando algo está difícil. É quase como se nós precisássemos correr em direção à dor ao invés de fugir dela. Acho que você fica curado quando você trata isso".