Billie Eilish e seu irmão mais velho, Finneas O'Connell, levaram o Grammy nas maiores categorias da edição de 2020 da premiação.

Os dois ganharam Álbum do Ano, Canção do Ano e Gravação do Ano. Eilish também ganhou Melhor Nova Artista e Finneas levou o de Produtor do Ano, o que fez com que a primeira noite deles na premiação fosse histórica.

Mas em uma nova entrevista com a Vogue, O 'Connell dividiu que ele e a irmã ficaram um pouco "constrangidos" de ter levado tudo, afinal, ele queria que os prêmios fossem mais distribuídos entre os indicados.

Como ele disse: "[Billie] ficou muito grata, obviamente, e muitos amigos dela estavam lá. Ela consegue se adaptar melhor do que eu, mas nós ficamos bem constrangidos de vencer tanto; esperávamos que ia ser mais distribuído, mas após o terceiro prêmio... bom, nós amamos as pessoas com quem estávamos concorrendo".

Para quem não sabe, Billie estava concorrendo contra Lizzo e Lil Nas X nas categorias. Como ele disse: "Se eu fizesse uma aposta de quem ia ganhar, eu teria perdido tudo".

"Eu achei que Truth Hurts ia ganhar de gravação do ano", O'Connell continuou. "E eu achei que Old Town Road ia ganhar canção do ano, porque realmente foi a canção do ano. Eu estava esperando ganhar Álbum do Ano e esse prêmio fiquei muito orgulhoso de ganhar, porque eu amo ouvir o CD de cabo a rabo. Esse era o único que eu pensava: 'talvez'".

Agora que a temporada de premiações acabou, ele não está focado em ganhar Álbum do Ano novamente. Como o astro explicou: "Eu não terminei essa semana pensando: 'Eu mal posso esperar para voltar em dois anos e ganhar mais'. Eu penso: 'Não acredito que fizemos isso'. Agora posso focar em outros sonhos meus; eu realmente quero trabalhar com música em filmes nos próximos anos".

O que está na cabeça dele agora é sua turnê mundial com Eilish.

Como ele comentou: "Eu estou escrevendo novas músicas e participando de reuniões para ver o que farei em seguida. Nós temos um ano inteiro de turnê pela frente, o que é muito, mas nós desaceleramos em novembro e dezembro, então tudo bem".

O 'Connel e Eilish apareceram pela última vez juntos no Oscar 2020, no qual a cantora apresentou a música Yesterday, dos Beatles, durante o In Memoriam. Apesar deles terem sido vistos várias vezes durante os últimos meses, o produtor revelou que a fama deles fez a vida mais difícil.

Como ele disse: "Mudou a nossa habilidade de ir no mesmo lugar juntos, o que é ruim. Eu queria que não fosse assim. Nós nos amamos, somos honestos um com o outro e falamos a mesma língua em questão de criatividade. Não há ninguém que eu goste de trabalhar como a minha irmã".

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.