Assim como muitos artistas que se abriram sobre o diagnósticos de doenças, a influencer brasileira Camila Coelho, de 31 anos, decidiu compartilhar sua história. Em entrevista à revista People, Camila revelou que sofre de epilepsia desde os 9 anos. 

"Fui diagnosticada quando tinha nove anos de idade. Lembro-me claramente deste dia. Eu estava brincando com uma amiga e de repente sinto minhas mãos se fechando, meus dedos, um por um", revelou ela, que teve 7 convulsões na vida.

"Eu disse a minha amiga 'Minhas mãos estão se fechando!' E ela disse, 'Pare de brincar, Camila. Não acredito em você'. Então me lembro de ter desmaiado. Quando acordei, ouvi minha mãe dizendo: 'Camila, você está bem? Apenas fale comigo'. Eu queria responder, mas não conseguia".

A influencer contou que sofreu durante a adolescência. "Eu me sentia diferente e não aceitava. Por que tenho que tomar remédio todas as noites? Por que não posso beber?". Ela então tomou uma decisão radical: "Não contei à minha mãe, não contei ao meu médico. Decidi simplesmente interromper o medicamento".

Como resultado, após 9 meses ela teve uma convulsão na escola: "Foi o dia mais terrível da minha vida. Eu me senti culpada. Eu me senti idiota. Não é como se eu realmente quisesse beber ou festejar. Era apenas que essa coisinha fazia eu me sentir diferente".

Sua última convulsão aconteceu em 2011, após os médicos pararem sua medicação temporariamente para ver como a blogueira reagiria. E com a ajuda do marido, Icaro, ela tem priorizado sua saúde mantendo um balanço em sua vida profissional. 

Por isso, a brasileira contou que tem que dizer "não" a alguns trabalhos. "Chega a hora em que preciso cancelar algumas coisas porque fico com medo de que algo aconteça. Não posso afetar minha saúde por causa da minha carreira profissional", desabafou ela. 

"Eu sei que posso confiar nele. Ele sempre quer o melhor para mim", disse ela sobre Icaro, seu parceiro desde os 17 anos. "Quando eu tenho uma dor de cabeça muito forte, ele diz, 'Camila, você deveria descansar. Precisamos dar um passo para trás'. É muito importante ter Icaro como alguém que me pressiona a desacelerar".

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.