O filho de Gugu Liberato, João Augusto Liberato, de 18 anos, entrou em confronto com sua mãe após falecimento do pai. Segundo a revista Veja, João registrou um boletim de ocorrência contra Rose Miriam Di Matteo dias após o sepultamento de Gugu.

Segundo o jovem, sua mãe e o tio Gianfrancesco Di Matteo mentiram dizendo que o levariam a casa de um amigo. Ao invés disso, eles o levaram até a casa do advogado Nelson Williams, que auxilia Rose Miriam a provar que teve uma relação estável com Gugu, para conseguir sua parte na herança. João teria se revoltado com a atitude da mãe e ido embora. 

Além disso, João entrou com uma notificação para que seu tio saia da residência da família em Orlando. "Meu irmão veio aos Estados Unidos a meu pedido para me dar força", justificou ela. Desde então, a relação entre mãe e filho está abalada. 

Segundo a reportagem, Rose afirma que o filho é influenciado pela tia, Aparecida Liberato, e irmã de Gugu, que alega que ela quer roubar parte da herença do filho. 

Apesar de ter ganho na Justiça o direito de receber R$ 100 mil mensais, o valor ainda não foi depositado e por enquanto ela ainda depende do filho para ter suas despesas bancadas. João está recebendo mil dólares por semana de sua tia.

No testamento, além de Gugu não ter incluído a companheira, ele também registrou a irmã Aparecida como responsável pelo espólio e curadora de suas filhas menores de idade. 

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.