As provas de que Billie Eilish, vencedora do Grammy, é mais parecida com você do que você imagina

A cantora é conhecida por ser bem pé no chão!

por Billy Nilles, Elyse Dupre | Traduzido Por Guilherme Della Negra | 27 jan, 2020 20:50Tags

O Grammy Awards 2020 aconteceu nesse domingo, 26, e a vencedora das principais categorias da noite - Gravação do Ano, Melhor Novo Artista, Música do Ano e Álbum do Ano - foi a cantora de 18 anos, Billie Eilish!

Porém, apesar dela ser uma artista premiada, quem segue Eilish nas redes sociais sabe que ela é bem pé no chão e sempre faz questão de ser o mais honesta e realista possível com seus fãs.

leia também
Billie Eilish acha que Ariana Grande deveria ter vencido Álbum do Ano no Grammy 2020

Precisa de provas? Veja algumas vezes que a cantora mostrou que é mais parecida com você do que você imagina:

Quando ela foi honesta sobre as redes sociais:

"Eu lia todos os comentários de todas as fotos que me marcavam e respondia tudo o que me mandavam, mas agora eu mal consigo entrar no Instagram porque não sei mais lidar com isso", disse ela para a NME em janeiro. "Fod*-se tudo isso. Eu não quero ver as coisas horríveis que as pessoas falam. Eu não quero ler que eu deveria ter morrido ao invés de outro artista. É só eu não olhar o telefone que eu não dou mais atenção. Eu tive que deletar o Twitter em março por causa disso. Ninguém vence. Se alguém dissesse algo assim ao vivo, eu bateria nessa pessoa".

Quando ela falou sobre como realmente é a indústria musical:

"Essa indústria é horrível, mas se eu não estivesse fazendo isso eu seria muito triste, porque eu sempre quis isso", disse ela para a NME. "Não importa o quão horrível a fama é, muitas coisas fazem valer a pena, sabe?".

Quando ela falou sobre a demanda de sua carreira:

"Nós não podemos viver assim o resto da vida. Estávamos falando sobre isso outro dia. Eu disse: 'Tenho 17 anos, cara. Eu não posso viver assim para sempre, nem ele'", disse ela para a rádio Beats 1 em abril, afimrando que seu irmão acabou de comprar uma casa com a namorada e adotou um cachorro. "É um equilíbrio estranho, porque eu sei que quero crescer na vida, e crescer e ter uma vida. Mas eu já tenho a minha carreira... Estar em turnê, eu sei como funciona. Você viaja e seus amigos ficam tristes. Então, você fica fora tanto tempo que sua vida muda e eles continuam fazendo suas coisas. É igual quando alguém morre".

Quando ela falou sobre como se sente com suas roupas:

"Eu conversei com muitas artistas femininas sobre isso, porque se você não é uma artista feminina você provavelmente não pensa nisso", disse ela para a NME. "Se eu fosse um homem e estivesse usando essas roupas largas, ninguém falaria nada. Muitas pessoas falam: 'Se vista como uma garota pelo menos uma vez! Se você vestisse roupas justas você ficaria mais bonita e sua carreira ia ser mais bem sucedida'. Não seria não. Literalmente não seria".

Quando ela falou sobre lamentar a morte de um amigo controverso:

"Eu quero poder lamentar. Eu não quero ser julgada por isso", disse ela para o jornal The Independent em abril, sobre a reação dela ao assassinato do rapper XXXTentacion em 2018. "Eu não acho que eu mereço ser odiada por amar alguém que faleceu".

Quando ela falou sobre o quanto ama a série The Office:

"Quando eu acordo, eu coloco The Office. Se eu estou fazendo um Burrito, eu coloco The Office", disse ele para a Elle em março. "Eu preciso de distração para não pensar. É como terapia para mim. Eu tenho muito o que pensar e muitas pessoas que eu não quero decepcionar".

Quando ela falou como se sente sobre conselhos:

"Eu não acredito em conselhos", disse ela para a Rolling Stone. "Às vezes quando me dão conselhos, eu faço o contrário. Foi assim minha vida inteira. Ninguém vai entender o que você passou do jeito que você entende. Nunca".

Quando ela falou sobre o amor:

"Quando as pessoas mais velhas dizem: 'O que você sabe sobre amor?', eu penso: 'Mais do que você porque eu estou sentindo pela primeira vez e você não sente há muito tempo'", disse ela para a NME. "Isso não significa que ele é menos poderoso, mas definitivamente é um sentimento diferente. Eles estão acostumados a amar, se decepcionar, sentir dor e querer morrer, mas quando você é jovem tudo isso é novo e é bem assustador".

Quando ela falou sobre o estado em que o mundo está:

"Os adolescentes sabem mais sobre o país em que eles vivem do que nunca", disse ela para a NME. "O mundo está acabando e eu honestamente não entendo as leis que falam que você tem que ser mais velho para votar, porque eles vão morrer mais cedo e a gente vai ter que lidar com as escolhas deles. Isso não faz sentido para mim. Mas ver pessoas fazendo protestos pacíficos e não obedecendo é lindo".