O ano de 2019 acaba de ter mais uma perda. A modelo amputada e ativista, Mama Cax, morreu aos 30 anos, na última segunda-feira, 16. O falecimento de Mama foi confirmado através de comunicado em seu Instagram.

"É com profundo pesar e imensa tristeza que anunciamos a morte de Casmy Brutus (Mama Cax). Mama Cax passou a semana passada no hospital e, infelizmente, na segunda-feira, 16 de dezembro de 2019, deixou este mundo. Dizer que Cax era uma lutadora seria um eufemismo. Como sobrevivente do câncer, ela se acostumou a enfrentar os vários desafios da vida com sucesso. É com a mesma coragem (fervor) que ela lutou nos últimos dias na terra".

A declaração concluiu: "Estamos cientes de que essa perda será sentida globalmente e não será fácil para ninguém. Pedimos que você respeite a privacidade de Cax neste momento difícil. Tornaremos públicas as informações sobre as providências para o funeral assim que finalizadas".

Há uma semana, Cax compartilhou nas mídias sociais que ela estava com dor abdominal intensa e, eventualmente, vários coágulos foram descobertos em sua perna, coxa, abdômen e perto de seus pulmões. No entanto, a causa de sua morte não foi confirmada. Aos 14 anos, Cax foi diagnosticada com câncer ósseo que se metastizou nos pulmões. Após sofrer uma substituição mal sucedida do quadril, sua perna direita foi amputada e parte do quadril removido.

Celebridades como Rihanna e as modelos Tess Holliday e Hunter McGrady falaram sobre a grande perda na redes sociais.

"Uma rainha. Uma força. Uma beleza poderosa que trouxe sua força para o palco da @savagexfenty neste ano, inspirando tantas pessoas em todo o mundo", escreveu Rihanna no Instagram. "Descanse em poder irmã".

"Meu coração está partido", comentou McGrady. "Perdemos uma mulher feroz. Uma lutadora. Obrigado por mudar o jogo Cax, você é tão amada."

Jameela Jamil também falou sobre a morte de Cax, twittando: "Minha linda amiga era a modelo mais extraordinária. Mama Cax era uma sobrevivente de câncer, modelo, amputada e ativista. Ela foi mandada para casa duas vezes prematuramente pelo nosso serviço de saúde subfinanciado e morreu em seu quarto de hotel. Isso acontece com tanta frequência agora no Reino Unido, especialmente para jovens mulheres negras". A localização de sua morte não foi confirmada publicamente.

Como muitos fãs, amigos e colegas disseram, Cax deixou uma marca no mundo como uma ativista do movimento do corpo positivo e da inclusão. Ela que percorreu as passarelas de marcas como Chromat e Savage X Fenty e trouxe visibilidade aos amputados.

"Você inspirou tantos neste mundo e o mundo é um lugar melhor por sua causa e seu trabalho", disse a influencer Sarah Tripp.

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.