O impeachment do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi aprovado na noite dessa quarta-feira, 18. A Câmara dos Deputados votou pela votação de duas acusações: abuso de poder e obstrução do congresso. 

Esta votação marca Trump oficialmente como o terceiro presidente a sofrer impeachment pela Câmara dos Deputados na história americana, ao lado de Andrew Johnson e Bill Clinton.

No momento da votação, o presidente estava em Michigan para uma manifestação eleitoral, mas ele optou por não abordar diretamente seu status atual. No entando, Trump twittou hoje mais cedo: "Tantas mentiras atrozes pela esquerda radical, não fazem nada democratas. Isso é um assalto à América e um assalto ao partido republicano!!!!"

O presidente, de 73 anos, que tem quase três anos de seu primeiro mandato, deve aguardar um julgamento no Senado para determinar se será destituído do cargo.

Com a notícia, diversos famosos se pronunciaram em suas redes sociais. 

Cole Sprouse foi um deles e compartilhou uma foto de Trump com a legenda: "Tchau. Tchau. Saco de [emoji de cocô]".

Donald Trump, Cole Sprouse

Instagram

Da mesma forma, Hailey Bieber usou um meme para expressar seus sentimentos. "Tchau Felicia", ela postou em seu Stories em um post já excluído. 

Alyssa Milano adotou uma abordagem diferente sobre a novidade e revelou o sentimento sombrio que ela tem diante das notícias. "Eu esperava por esse momento, mas esperava que seria mais alegre. Talvez eu pule e faça uma dança feliz. Talvez. Mas estou apenas triste e com o coração partido", compartilhou a atriz. "O que ele deixou para trás não pode ser apagado com esta votação. O fanatismo e a xenofobia que ele encoraja. As mentiras. Levará gerações para se recuperar."

Ela acrescentou: "Este é um dia terrível na história de nosso país. Mas uma grande defesa de nossa democracia".

Jordyn Woods também deu sua opinião: "Que época para se estar vivo"

"É um milagre de Natal", celebrou James Charles

Veja abaixo a reação de alguns famosos no Twitter:

Os artigos do impeachment agora serão enviados ao Senado, que realizará um julgamento sobre as acusações no próximo ano.

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.