A relação de Meghan Markle e Kate Middleton está dando o que falar. Desde uma suposta briga entre Meghan e Kate há cerca de um ano, rumores de que as Duquesas não se dão bem circulam pela internet.

Na época, o Palácio de Kensington deu um raro passo ao se pronunciar e negar categoricamente que algo havia acontecido. Uma fonte do The Sun revelou que as esposas de Harry e William tiveram um "bate-boca explosivo" antes do casamento de Meghan em maio. Segundo o jornal, Kate supostamente disse a Meghan para não repreender os membros de sua equipe, dizendo: "Isso é inaceitável, eles são da minha equipe e eu falo com eles".

Em respostas aos argumentos, um porta-voz do Palácio de Kensington disse ao The Sun: "Isso nunca aconteceu".

"É uma situação complicada, mas foi um caso isolado e elas estão determinadas a manter uma relação positiva mesmo que obviamente elas sejam muito diferentes quanto suas abordagens", disse a fonte.

Além do suposto clima tenso entre as cunhadas, os tablóides britânicos também alegaram recentemente que os príncipes Harry e William também estavam cada vez mais em desacordo, para grande consternação de seu pai, o príncipe Charles, que como herdeiro imediato do trono, tem uma aversão especial às disputas familiares.

O drama continuou quando Harry admitiu em outubro que ele e William nem sempre se davam todos os dias de suas vidas.

A entrevista de Harry com o jornalista da ITV, Tom Bradby, na qual ele reconheceu que ele e seu irmão mais velho sempre estavam lá um para o outro, mas estavam em "caminhos diferentes", na verdade parecia confirmar a análise  que ouvimos o ano inteiro dos experts da realeza—que sair do Palácio de Kensington e estabelecer sua própria casa e fundação de caridade com Meghan era simplesmente uma questão de Harry querer fazer suas próprias coisas com sua própria família, como uma pessoa normal.

Prince William, Prince Harry, Remembrance Day Service

James Veysey/Shutterstock

Mas essa sinceridade ainda causou um enigma para seu pai e irmão. Naturalmente, eles ficaram preocupados ao saber que lidar com as pressões que vinham de sua vida exigia uma "administração constante" de Harry, emocionalmente falando, e que as circunstâncias da morte da princesa Diana em 1997 continuavam sendo "uma ferida que machuca".

No entanto, William e Charles também estavam "bastante surpresos" porque Harry e Meghan se abriram sobre suas lutas com Bradby.

Meghan Markle, Prince Harry

Dominic Lipinski/PA Wire

"Também parece haver muita confusão dentro da família real sobre o que exatamente Harry e Meghan estão tentando alcançar, já que os membros da família real geralmente não falam tão detalhadamente sobre assuntos pessoais", disse uma fonte. "É justo dizer que há um profundo sentimento de desconforto nas famílias reais sobre a direção que tudo isso está seguindo."

A resposta do público ao especial da ITV foi esmagadoramente positiva, já que muitos viram Harry e Meghan como seres humanos, dando o exemplo para os outros; diferentes daqueles que esperavam o estoicismo infalível da realeza. Alguns compararam as entrevistas, que foram ao ar como parte do documentário da ITV, Harry & Meghan: Uma Jornada Africana, com a polêmica polêmica da princesa Diana, em 1995, com Martin Bashir para o Panorama da BBC.

Até hoje, é uma das poucas fontes em primeira mão que temos sobre a vida da falecida princesa de Gales, desde seus primeiros dias na realeza, desde seus 20 anos, até a implosão de seu casamento com Charles. Mas sua entrevista também escandalizou a família real e Diana teria se arrependido de fazê-la, principalmente pelo possível efeito sobre seus filhos e ex-sogros.

Uma fonte do palácio disse à BBC que depois que o especial da ITV foi ao ar parecia que Harry e Meghan estavam "se sentindo frágeis" e que William estava mais preocupado com o bem-estar de seu irmão do que com raiva de qualquer coisa que ele disse.

Kate, que estava sempre perto de Harry, estava igualmente preocupada e talvez não tivesse percebido antes a fase ruim que o casal estava passando.

"Nos bastidores, me disseram que Kate está fazendo o possível para reunir todos e ajudar Meghan", disse o especialista da realeza Phil Dampier ao Daily Express de Londres. "Nenhum deles quer decepcionar a rainha, então Kate está tentando consertar as coisas em particular. Me disseram que ela foi até Meghan e falou com ela no telefone. Kate sente pena dela e sabe que ela está lutando".

Kate Middleton, Meghan Markle, 2019 Wimbledon

Ben Curtis/Pool/PA Wire

Após uma comemoração de Natal perfeitamente civilizada em Sandringham, em dezembro passado (que se diz ser especialmente civil sob o olhar atento de príncipe Charles), elas não foram vistos juntas até março em uma celebração em homenagem ao 70º aniversário de Charles. Mas suas famílias estiveram juntas na Páscoa, as duas conversaram durante o Trooping the Color, em junho, e até assistiram uma partida em Wimbledon, em julho. E, como esperado, os Cambridges estavam presentes no batizado do filho de Harry e Meghan, Archie Harrison, também em julho.

No entanto, em dois eventos do Remembrance Day, no início deste mês, a Duquesa de Sussex e a Duquesa de Cambridge não interagiram, pelo menos não na frente de nenhuma câmera, o que provocou especulações de que nem tudo estava bem na Casa de Windsor.

Mas, tirando um período neste verão, quando foi dito que elas estavam se aproximando e se unindo devido à maternidade (ao contrário de brigar por isso, aparentemente), o relacionamento de Kate e Meghan sempre foi caracterizado nos três anos em que se conheceram como perfeitamente... bem.

Elas nunca foram tão íntimos como irmãs, não cresceram juntas, conheceram seus príncipes em estágios completamente diferentes de suas vidas. Talvez o desapontamento por não serem as melhores amigas tenha provado ser um choque emocional na estrada para que todos superem o que era esperado, mas no final do dia... elas são apenas familiares.

Meghan está plenamente consciente de que Kate está em uma estrada de sentido único para o Palácio de Buckingham, e ela simplesmente não. E Meghan está mais do que bem com isso, vendo como é difícil ser a esposa do cara que está somente no sexto lugar na fila do trono.

Trooping the Colour 2019, Meghan Markle, Prince Harry, Kate Middleton

Gareth Fuller/PA Wire

"O que é desafiador é quando elas são jogadas uma contra a outra", disse uma fonte recentemente à People. "Isso tem sido um desafio para as duas. Cada uma tem sua vida".

Sarah Ferguson, Duquesa de York, recordou no início deste ano em um ensaio para o Hello! (que liderou uma campanha anti-bullying inspirada no ódio lançado tão facilmente nas mídias sociais nos dias de hoje) da maneira trágica em que a imprensa encarou ela e Diana como rivais décadas atrás, e Sarah sugeriu sem citar nomes que ela viu a narrativa abrangente sobre Kate e Meghan.

Ultimamente Kate ganhou alguns elogios por ser tão realista, graciosa, pé no chão, multitarefa enquanto ela faz malabarismos para criar três filhos e entra na cozinha quase todas as noites para preparar o jantar, significando um golpe sutil contra Meghan. "Veja como essa duquesa lida calma e friamente com tudo!... Por que a outra duquesa não pode ser assim?".

Kate não é estranha ao escrutínio, já que faz parte da vida de William há quase duas décadas e se casou com ele há quase nove anos. Mas, além de ter tido todo esse tempo para se acostumar com as diretrizes familiares ditadas pela rainha, assim como com a cobertura febril da imprensa, depois que ela se casou, a mídia local parou de sujeitá-la à interminável dissecação de seus motivos e verdadeiro caráter que seguiu Meghan durante seu primeiro ano de casamento e seu primeiro ano de maternidade.

"Catherine disse a Meghan que toda realeza - inclusive ela - passa por um mau momento com a imprensa, mas o importante é aprender com os erros, seguir em frente e superar isso", disse Dampier ao Express.

"Eu nunca pensei que isso seria fácil, mas pensei que seria justo", disse Meghan a Bradby em outubro, "e essa é a parte difícil de conciliar. Mas... apenas aceite todos os dias".

Separando-se ainda mais da determinação de Kate em sorrir e suportar tudo, Meghan não está apenas lutando contra as supostas invasões em sua vida, entrando com uma ação contra o Mail on Sunday por publicar uma carta que ela escreveu para seu pai, como também está dando um passo sem precedentes para trás dos holofotes.

O duque e a duquesa de Sussex estão planejando pular a celebração anual de Natal da rainha Elizabeth II em Sandringham - com a permissão da monarca, mas também com seu desapontamento relatado - e ir para os Estados Unidos, como parte das férias de seis semanas do casal.

"Se Harry e Meghan queriam curar as divisões, deveriam aparecer em Sandringham", disse Phil Dampier ao Mail Online. "É uma pena, mas parece haver um problema que está piorando, não melhorando".

Mas engana-se quem pensa que isso é algo inédito - Kate e William perderam a celebração em Sandringham duas vezes desde 2012.

 

Veja abaixo todos os outfits de Meghan Markle para a turnê na África:

Meghan Markle, Duchess of Sussex

Tim Rooke/Shutterstock

Meghan Markle, Duchess of Sussex

Toby Melville /PA Wire

Meghan Markle Outfits, Meghan Markle, Africa

Dominic Lipinski/PA Wire

Meghan Markle Outfits, Meghan Markle, Africa

Dominic Lipinski/PA Wire

Meghan Markle Outfits, Meghan Markle, Africa

Shutterstock

Meghan Markle Outfits, Meghan Markle, Africa

Dominic Lipinski/PA Wire

Meghan Markle Outfits, Meghan Markle, Africa

Toby Melville/PA Wire

Meghan Markle Outfits, Meghan Markle, Africa

Dominic Lipinski/PA Wire

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.