Cantor de k-pop Jung Joon-young ficará 6 anos na prisão por estupro

O astro foi acusado e dembebedar e estuprar mulheres inconscientes.

por Corinne Heller | Traduzido Por Guilherme Della Negra | 29 nov, 2019 17:33Tags
Recomendado para você: Cantor de k-pop Jung Joon-young ficará 6 anos na prisão por estupro

Os astros do k-pop Jung Joon-young e Choi Joong-hoon foram sentenciados nesta sexta-feira, 29, a ficar seis e cinco anos na prisão, respectivamente, por embebedar e estuprar mulheres inconscientes, segundo vários jornais. Jung também foi acusado de gravar o ato e compartilhar o vídeo.

Apesar dos dois cantores afirmarem que o ato foi consensual, a corte - que não revelou quantas vítimas foram estupradas - acredita que as mulheres foram embebedadas para toparem fazer o que eles queriam.

"O acusado cometeu crimes sexuais contra várias mulheres, degradando elas e as tratando como uma mera ferramenta para o prazer dele", disse o juiz Kang Seong-soo, de acordo com o jornal New York Times. "É difícil explicar a dor que essas vítimas sofreram".

leia também
K-pop: Por que há tantos artistas deprimidos na indústria musical coreana?

Os astros foram detidos pela primeira vez em março deste ano, após as acusações de várias mulheres. Ao aparecer na corte pela primeira vez, Jung admitiu os crimes e pediu desculpa para as vítimas.

"Eu estou muito arrependido", disse ele em um comunicado. "Eu admito todos os crimes contra mim. Eu não vou questionar as acusações feitas pela agência de investigações e aceitarei humildemente a sentença. Eu me desculpo para as mulheres que foram vítimas de minhas ações".

Jung era integrante de um grupo online no qual ele divulgava as gravações e outros homens tiravam sarro.