Taylor Swift parece ter resolvido seu confronto envolvendo sua apresentação no American Music Awards 2019. Após muita polêmica, Taylor vai poder apresentar seus hits antigos no palco da premiação. 

Após a briga da cantora com Scooter Braun e Scott Borchetta, da Big Machine Records, na última semana, parece que o trio chegou a um acordo. 

"The Big Machine Label Group e Dick Clark Productions anunciam que eles chegaram a um acordo de licenciamento que aprova as performances de seus artistas para transmitir pós-show e retransmitir em plataformas mutuamente aprovadas", disse o Big Machine Label Group em comunicado na segunda-feira, 18. "Isso inclui as próximas apresentações do American Music Awards".

"Note-se que os artistas não precisam de aprovação do selo para apresentações ao vivo na televisão ou em qualquer outra mídia ao vivo", concluiu o comunicado. "A aprovação da gravadora é necessária apenas para as gravações audiovisuais e visuais dos artistas contratados e para determinar como essas obras são distribuídas."

Swift, que está em uma batalha musical contínua com Braun e Borchetta há meses, foi às mídias sociais na quinta-feira, 14, acusar a dupla de impedi-la de tocar suas antigas músicas de sucesso nos AMA 2019, onde ela vai receber o Prêmio Artista da Década. Em seu post, Taylor revelou que estava planejando uma apresentação com uma mistura de suas canções de sucesso, mas foi impedida. 

"Scott Borchetta e Scooter Braun disseram agora que não tenho permissão para tocar minhas músicas antigas na televisão, porque eles alegam que regravariam minha música antes que eu tenha permissão no próximo ano", escreveu Swift. "Além disso - e não era dessa maneira que eu planejava contar essas notícias a vocês- a Netflix criou um documentário sobre minha vida nos últimos anos. Scott e Scooter recusaram o uso de minhas músicas mais antigas ou cenas de performance para este projeto, mesmo que não haja menção a eles ou à Big Machine Records em qualquer parte do filme".

Taylor Swift, We Can Survive concert

Getty Images for Entercom

"Scott Borchetta disse a minha equipe que eles me permitirão usar minha música apenas se eu fizer as seguintes coisas: Se eu concordar em não regravar versões imitáveis de minhas músicas no próximo ano (que é algo que eu tenho permissão legal para fazer e estou ansiosa por isso) e também disse a minha equipe que preciso parar de falar sobre ele e Scooter Braun", continuou a estrela de 29 anos. "Sinto fortemente que compartilhar o que está acontecendo comigo pode mudar o nível de consciência de outros artistas e potencialmente ajudá-los a evitar um destino semelhante. A mensagem que está sendo enviada é muito clara. Basicamente, seja uma boa garotinha e cale-se. Ou você será punida".

A artista de "The Man" disse a seus fãs que ela só queria poder tocar sua própria música.

"Eu tentei resolver isso em particular através da minha equipe, mas não consegui resolver nada", ela compartilhou. "No momento, minha apresentação na AMA, no documentário da Netflix e em qualquer outro evento gravado que planejo apresentar até novembro de 2020 é um ponto de interrogação."

Taylor Swift, The Voice

NBC

A batalha musical de Swift tornou-se pública em junho, quando a cantora foi ao Tumblr para reagir à notícia de que Braun havia adquirido a Big Machine Records, gravadora na qual Swift lançou seus primeiros seis álbuns. Em sua mensagem, Swift - que agora está contratada da Republic Records e da Universal Music Group - disse que se sentiu "triste e enojada" com a mudança, que foi coordenada com Borchetta.

"Durante anos, perguntei, implorei a chance de possuir meu trabalho. Em vez disso, tive a oportunidade de me inscrever na Big Machine Records e 'ganhar' um álbum de cada vez, um para cada novo disco que eu entregar", Swift explicou na época. "Fui embora porque sabia que, depois de assinar o contrato, Scott Borchetta venderia a gravadora, vendendo assim a mim e ao meu futuro. Tive que fazer a escolha excruciante de deixar para trás o meu passado. Músicas que escrevi no chão do meu quarto e clipes que eu sonhei e paguei com o dinheiro que ganhei tocando em bares, depois em clubes, depois em arenas e depois em estádios".

Veja abaixo os lindos gatos de Taylor Swift:

Taylor Swift, Cats, Pets

Instagram

Taylor Swift, Cats, Pets

Instagram

Taylor Swift, Cats, Pets

Instagram

Taylor Swift, Cats, Pets

Instagram

Taylor Swift, Cat

Instagram

Taylor Swift, Cat

Instagram

Taylor Swift, Christmas

Instagram

Taylor Swift, Meredith, Cat

Instagram

Taylor Swift, Olivia Benson, Instagram

Instagram

Pet Week, Taylor Swift, Olivia Benson, Meredith, Instagram, Cats

Instagram

Taylor Swift, Olivia Benson, Instagram

Instagram

Taylor Swift, Olivia Benson

Humberto Carreno/startraksphoto.com

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.