Lady Gaga se abriu novamente sobre saúde mental. Em entrevista à Elle norte-americana, Gaga falou abertamente sobre o assunto e os traumas que ela sofreu ao longo dos anos, especialmente aquelas mantidas em sigilo.

Em conversa franca com Oprah Winfrey para a revista, a cantora, que caiu do palco recentemente, discutia os estupros que sofreu na adolescência e os vários traumas que sofreu em sua carreira.

"Eu tenho Estresse Pós-Traumático. Eu tenho dor crônica. A resposta neuropática ao trauma é uma parte semanal da minha vida. Eu estou em medicação; tenho vários médicos. É assim que sobrevivo".

No entanto, "eu continuei", acrescentou a estrela. "E aquela criança por aí ou até mesmo aquele adulto por aí que passou por tantas coisas, quero que eles saibam que podem continuar, que podem sobreviver e que podem vencer o Oscar deles".

"Eu também acenaria para qualquer um tentar, quando se sentirem prontos, pedir ajuda. E eu acenaria para os outros que, se eles virem para alguém sofrendo, se aproximar deles e dizer: ‘Ei, eu vejo você. Vejo que você está sofrendo e eu estou aqui. Conte-me sua história".

A cantora também abriu o jogo sobre sua experiência com automutilação após ser questionada por Winfrey.

"Na verdade, nunca me abordei muito sobre isso, mas acho que é importante que as pessoas saibam e ouçam: me cortei por um longo tempo e a única maneira de parar com isso e me auto-prejudicar era perceber que o que eu estava fazendo era tentar mostrar às pessoas que eu estava com dor, em vez de dizer a elas e pedir ajuda", explicou ela.

"Quando percebi que dizer a alguém: ‘Ei, eu estou com vontade de me machucar', isso acabou com a dor. Depois, alguém ao meu lado disse: ‘Você não precisa me mostrar. Apenas me diga o que você está sentindo agora'. E então, eu pude contar a minha história".

Lady Gaga, Elle, December 2019

Sølve Sundsbø

"Digo isso com muita humildade e força; sou muito grata por não fazer mais isso e desejo não glamourizar isso. Uma coisa que eu sugiro para as pessoas que lutam com a resposta ao trauma ou questões de automutilação ou ideação suicida é na verdade gelo. Se você colocar as mãos em uma tigela de água gelada, isso choca o sistema nervoso e o traz de volta à realidade".

Felizmente, seu trauma não parece mais instransponível. "Certa vez, acreditei que não havia como voltar atrás do meu trauma. Eu realmente acreditei. Senti dores físicas, mentais e emocionais".

"E a medicina funciona, mas você precisa de remédios com a terapia para que realmente funcione, porque há uma parte que você precisa fazer por você mesmo".

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.