Demi Moore se abriu sobre os obstáculos que ela teve em sua vida em uma entrevista para a revista Harper's Bazaar.

De acordo com a revista, Moore se mudou muito durante a sua infância - ela atravessou o país com os seus pais e o seu irmão.

As experiências dolorosas começaram bem cedo. Em certo ponto da entrevista, Moore relembrou de ajudar a sua mãe após uma overdose de heroína.

"A próxima coisa que eu me lembro é de usar os meus dedos, dedos pequenos de criança, para achar as pílulas que a minha mãe tinha que tomar enquanto meu pai segurava a boca dela aberta e me dizia o que fazer", disse ela. "Algo dentro de mim mudou e nunca mais foi o mesmo. Minha infância tinha acabado".

De acordo com o livro autobiográfico de Moore, Inside Out, a mãe dela algumas vezes a levava para um apartamento em West Hollywood para escapar do alcoolismo de seu pai, que Moore descobriu que não era seu pai biológico. Foi então que ela conheceu Nastassja Kinski e a ajudou com algumas falas de um teste de atuação. No fim, isso a fez se interessar por atuação também.

"Ela tinha uma calma que eu queria", disse ela. "Mesmo sem saber o que era. Para mim, ela representou um senso de liberdade que eu não conseguia descrever. Era um senso de pertencer a algo. [E eu senti] que se eu conseguisse sentir isso, eu me sentiria bem... que eu teria um motivo para ter nascido".

De acordo com o jornal New York Times, Moore também revelou no livro que ela foi estuprada aos 15 anos.

Aos 16 anos, Demi conheceu seu primeiro marido, Freddy. Eles se casaram depois de dois anos, mas se divorciaram. Enquanto isso, ela estava começando a ficar famosa, aparecendo em alguns filmes e séries.

Moore então se casou com Bruce Willis em 1987. Durante o casamento, eles tiveram três filhos juntos. Ela também estrelou filmes como Ghost, Striptease e Proposta Indecente. Após mais de uma década de casamento, o casal se separou.

Ashton Kutcher, Demi Moore

Theo Wargo/Getty Images

Então Moore começou a namorar Ashton Kutcher. Os dois vivam aparecendo nos jornais, ainda mais por causa dos 15 anos de diferença entre eles. De acordo com o New York Times, Moore ficou grávida de uma garota durante a relação. Ela ia dar o nome de Chaplin Ray, porém, perdeu o bebê aos seis meses de gravidez. Segundo o jornal, Demi começou a beber após perder a criança.

Os dois se casaram em 2005. Moore e Kutcher procuraram tratamentos de fertilidade durante o casamento. Porém, o vício dela em bebidas piorou e ela começou a abusar de Vicodin.

Kutcher pediu o divórcio em 2012 e ele foi finalizado em 2013. O astro agora é casado com Mila Kunis.

Após ela ver sua saúde e sua relação com as filhas piorar, Moore procurou ajuda. Ela acabou indo para a reabilitação por causa de trauma, dependência e abuso de substâncias. Demi também reconstruiu a relação com seus filhos.

Demi Moore

Mariano Vivanco for Harper's Bazaar

Moore se abriu sobre esse período difícil de sua vida para a Harper's Bazaar.

"Olhando para trás, o que eu me toquei é que quando eu abri a porta [novamente], eu só estava abrindo mão do meu poder", disse ela sobre sua batalha com a sobriedade. Então ela adicionou: "Eu acho que penso assim: Foi muito importante para mim ter um parto natural porque eu não queria perder aquele momento. E eu fiz aquilo sentindo dor. Então parte de estar sóbrio é não querer perder os momentos da vida, mesmo que isso signifique sentir dor".

Porém, tudo o que ela passou em sua vida a fez se tornar quem ela é hoje. A atriz diz: "Aprender que eu estou bem comigo mesma foi uma grande bênção que eu pude me dar".

O livro de Moore, Inside Out, será lançado no dia 24 de setembro.

  • Share
  • Tweet

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.