Najila Trindade é indiciada por extorsão e denúncia caluniosa contra Neymar

A modelo denunciou o jogador de futebol por estupro em junho deste ano

por Miriam Kaibara 10 set, 2019 21:26Tags
Recomendado para você: Najila Trindade é indiciada por extorsão e denúncia caluniosa contra Neymar

Najila Trindade, que acusou Neymar de estupro em junho deste ano, acaba de ser indiciada pela polícia. Najila vai responder aos processos de denúncia caluniosa e e extorsão contra Neymar

Segundo o site da Veja, as informações foram divulgadas nesta terça-feira, 10, pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. Além da modelo, a delegada Monique Lima, do 11º Distrito Policial de São Paulo, também indiciou o ex da loira, Estiven Alves, por fraude processual e divulgação de conteúdo erótico de Najila. 

"Com base no conjunto probatório reunido durante as investigações, a delegada decidiu pelo indiciamento de N. e ESTIVENS ALVES, seu ex-companheiro, pelo crime de fraude processual (art. 347, parágrafo único, CP). Decidiu, ainda, por indiciar Alves pelo artigo 218-C, por divulgar material com conteúdo erótico de N. para um repórter, em troca de publicações suas na internet. Após o esclarecimento da materialidade delitiva, procedida à realização das respectivas perícias e oitivas, a autoridade também decidiu pelo indiciamento de N. nos crimes de denunciação caluniosa e extorsão", diz o comunicado oficial da Secretaria. 

leia também
Neymar não é indiciado por acusação de estupro

Em julho, Neymar foi liberado da acusação de estupro feita por Najila após a delegada Juliana Bussacos, da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, ver a ausência de elementos para o indiciamento do jogador. 

"Ao longo da investigação, a noticiante foi ouvida três vezes, o investigado foi ouvido uma vez e 12 testemunhas relacionada ao fato", disse Bussaco, em entrevista coletiva, segundo o UOL.

"Foram juntas aos atos do inquérito policial o laudo sexológico, o exame de corpo de delito indireto, a ficha de atendimento médico, a ficha de atendimento médico do ginecologista particular. Além do laudo do celular que a vítima nos entregou e o laudo do tablet entregue pelo ex-companheiro dela. Concluí a investigação ontem e deliberei por não indiciar o investigado por ausência de elementos suficientes para tanto".

 

Veja abaixo as melhores fotos de Neymar: