Camila Cabello abriu o jogo sobre seu relacionamento com Shawn Mendes. Em entrevista para a edição Mulheres na Música da Elle, Camila falou sobre a vida pessoal e, claro, do romance com Mendes.

Além da dona do hit Señorita, a revista também exibiu outras duas capas com Billie Eilish e Lizzo. Amamos!

Em sua parte, Camila explicou a necessidade de proteger o seu romance com o cantor, especialmente com tanta especulação sobre eles.

"O amor é a coisa mais sagrada e preciosa para mim. Quero sempre sentir que meu amor está entre mim e essa pessoa, e nunca pertencer a mais ninguém. Por mais que eu ame meus fãs, e por mais que eu goste de pessoas, gosto de viver a minha vida o mais normal possível. Em um relacionamento, me faz sentir desconfortável em convidar todos para participarem", disse ela.

"As pessoas podem me dizer o que quiserem. Elas podem especular, mas ao mesmo tempo, vamos viver nossas próprias vidas, aproveitarmos e nos apaixonarmos por cada uma como se ninguém estivesse olhando. É assim que quero viver. Eu não quero nunca abrir a porta para que as pessoas se sintam envolvidas. Como eu disse, quero que seja meu e dele. É por isso que fico tão apreensiva: porque quero proteger isso".

E a musa também falou sobre trabalhar musicalmente com Mendes. "Quero dizer, eu o amo. Nós sempre nos conectamos; temos o melhor tempo juntos. Shawn me mandou uma ideia para o refrão de ‘Señorita'. Ele era como ‘Ei, e se nós trabalharmos nisso e fizermos juntos?'".

"Eu estava na turnê da Taylor Swift e não estava no estúdio há algum tempo. Eu não queria fazer isso e, alguns meses depois, eu não conseguia tirar a música da cabeça. Eu finalmente disse a ele ‘Acho que devemos fazer isso'. E ele foi como ‘Eu não quero mais fazer isso'. Isso durou uns oito meses. Então, nós finalmente entramos no estúdio e reformulamos isso. Nós dois nos sentimos bem com isso, sem nenhuma pressão. Eu amo demais trabalhar com ele".

Camila Cabello, Lizzo, Billie Eilish, Elle

Yvan Fabing

Já na entrevista de Lizzo, a artista fala da inspiração por trás da música Truth Hurts, que segue no topo das paradas.

"Minhas músicas são felizes, mas vêm de um lugar triste ou frustrado", explica a cantora de 31 anos. "Minhas músicas são sempre otimistas ou momento de ‘em algum lugar além do arco-íris'".

É notável que a estrela escreveu ou gravou Soulmate, Truth Hurts e Crybaby através de "lágrimas".

"Essas músicas são histórias reais, como histórias reais sobre momentos reais no tempo. ‘Pare este carro, bebe' – isso foi algo que aconteceu comigo. ‘Novo Homem dos Vikings de Minnesota' – isso aconteceu comigo. ‘A minha velha versão costumava amar um geminiano' – isso aconteceu!".

Em meio à ascensão à fama, Lizzo tornou-se uma defensora do amor-próprio, até mesmo se abrindo com os fãs sobre a luta contra a depressão.

"Levou muito a sério o amor-próprio. E levo a sério porque, quando eu era mais nova, queria mudar tudo sobre mim", disse ela. "Eu não amava quem eu era. E a razão de eu não amar quem eu era é porque me disseram que eu não era amada pela mídia, pelas pessoas da escola, por não me ver nos anúncios de beleza, por não me ver na televisão... por falta de representação. O ódio por mim mesma ficou tão ruim que eu estava fantasiando sobre ser outras pessoas. Mas você não pode viver sua vida tentando ser outra pessoa. Qual é o objetivo?".

Camila Cabello, Lizzo, Billie Eilish, Elle

Yvan Fabing

A Elle ainda escolheu Billie Eilish para estrelar mais uma capa da edição. E ela é tão defensora da sua verdade quanto Lizzo.

"Quando você está tentando se mostrar de uma certa maneira, não vai funcionar. Eu estava apenas fazendo músicas com o meu irmão. Agora é uma coisa: eu sou essa artista que está indo contra a porr* toda", disse ela. "Eu não estava dizendo ‘Foda-s* o pop!' Eu estava apenas fazendo que tinha vontade".

A artista de 17 anos também falou sobre deixar o Twitter. "Eu estava na Europa, em um dos piores momentos que já estive. Foi quando eu percebi ‘Sabe de uma coisa? Há tantas coisas que não posso parar, mas posso excluir o Twitter'".

Billie também aborda as suas lutas contra a depressão, afirmando que ela está no "lugar mais feliz da minha vida" e que "não achou que eu chegaria nessa idade".

"Não tenho sido feliz há anos. Não pensei que seria feliz novamente. E aqui estou eu – cheguei a um ponto em que finalmente estou bem. Não é porque sou famosa. Não é porque eu tenho um pouco mais de dinheiro. São tantas coisas diferentes: crescimento, pessoas entrando na sua vida, certas pessoas deixando a sua vida. Tudo o que posso dizer agora é que, para quem não está indo bem, vai melhorar. Tenha esperança. Eu fiz isso com a fama em meus ombros. E eu amo a fama! Ser famoso é ótimo, mas foi horrível por um ano. Agora eu amo o que faço e sou eu de novo. A minha parte boa. E eu amo os olhos em mim".

  • Share
  • Tweet

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.