O que Taylor Swift escreveu no diário após Kanye West ter a humilhado

A estrela lançou o álbum Lover e, com ele, divulgou alguns trechos de seu diário nas edições especiais para os fãs. Confira o que ela escreveu!

por Sally Borges 27 ago, 2019 16:45Tags
Recomendado para você: O que Taylor Swift escreveu no diário após Kanye West ter a humilhado

O MTV VMA 2009 será inesquecível por muitos motivos, mas especialmente pelo comentadíssimo episódio envolvendo Kanye West e Taylor Swift.

Para quem não se lembra, a dona do álbum Lover tinha apenas 19 anos e estava começando no mundo da música. Ela faturou o prêmio de Melhor Vídeo Musical Feminino por You Belong With Me, mas no momento do seu discurso, o rapper subiu ao palco e a interrompeu, dizendo:

"Taylor, estou muito feliz por você e eu vou te deixar terminar. Mas Beyoncé fez um dos melhores vídeos de todos os tempos".

O momento virou um ícone no mundo pop, desencadeando uma das maiores brigas entre artistas até os dias de hoje.

Agora, com o lançamento do seu sétimo álbum, a cantora compartilhou algumas partes de seus diários. E um deles é do dia 18 de setembro de 2009, ou seja, cinco dias depois do ocorrido.

leia também
Taylor Swift lacra no palco do MTV VMA 2019

"Oh Deus, as coisas que podem mudar em uma semana", escreveu ela. "Vamos apenas dizer, se vocês tivessem me dito que Kanye West, a mídia e a minha participação no VMA teria sido o foco número um da minha semana, eu teria olhado para vocês de olho arregalados".

"Se tivessem me dito que uma das estrelas mais importantes da música subiria ao palco para dizer que eu não deveria ter ganho, quando estávamos ao vivo, eu diria a vocês que ‘Isso não acontece realmente na vida real'. Bem... aparentemente, acontece'", continuou ela.

Na época, Kanye se manifestou em seu blog e pediu desculpas à Taylor.

"Eu sinto muitooooo, Taylor Swift, seus fãs e sua mãe. Falei com a mãe dela logo depois e ela disse a mesma coisa que minha mãe teria dito. ‘Ela é muito talentosa!' Eu realmente me sinto mal por Taylor, e sinceramente sinto muito!".