Katy Perry abre o jogo sobre parceria com Taylor Swift e Selena Gomez

Em entrevista recente ao programa de rádio Capital Breakfast, a cantora não poupou elogios à Taylor e ainda falou do seu gosto por ingleses. Confira!

por Corinne Heller | Traduzido Por Sally Borges | 09 ago, 2019 20:41Tags
Recomendado para você: Katy Perry abre o jogo sobre parceria com Taylor Swift

Katy Perry não tem nada além de coisas boas a dizer sobre Taylor Swift! Em recente entrevista ao programa de rádio Capital Breakfast, Katy comentou a suposta parceria musical com Taylor e Selena Gomez.

As duas deixaram as brigas no passado e retomaram a amizade em 2018. Elas revelaram a reconciliação ao mundo em junho do ano passado, através de uma aparição em conjunto no clipe de You Need to Calm Down.

"Estou aberta! Estou aberta!", respondeu a noivinha. "Vocês sabem, uma das minhas músicas favoritas dela de todos os recordes do passado é ‘Begin Again'. Eu amo... Eu realmente gosto do que ela está dizendo em ‘The Archer'. Eu acho que ela é realmente inteligente, e há muitas camadas dela. Eu recebo os singles, muitas pessoas nos conhecem dos singles, mas quando você vai mais fundo, há uma certa profundidade".

leia também
Katy Perry fez pedido especial antes de voltar a falar com Taylor Swift

Atualmente, Katy tem estado ocupada com sua carreira na TV, já que ela é uma das juradas do American Idol, que retorna em 2020.

Além disso, a cantora planeja sua vida pessoal, especialmente o seu casamento com Orlando Bloom.

Os pombinhos ficaram noivos em fevereiro após dois anos de namoro, iniciados em 2016. Fofos!

E durante a entrevista, perguntaram a data da cerimônia para a estrela.

"Quero dizer, tic tac, espero que mais cedo do tarde", brincou ela, que fez aquele leve suspense sobre o local ser ou Reino Unido, onde o ator nasceu.

"Eu obviamente tenho um tipo, eu gosto de cavalheiros ingleses", contou Katy, que já foi casada com o comediante Russell Brand, entre 2010 e 2012. "Acho que eu gosto de ingleses porque há algo... o tipo sarcástico, eu sinto que eles soam muito eloquentes. E há mais história no Reino Unido do que na América, eles soam como se tivessem tradição, na verdade, eles têm mais tradição, e eu gosto disso. Nós realmente não temos muitas tradições na América".