Hayden Panettiere está "tentando se recuperar" após problemas com seu ex-namorado

Ele foi ordenado a ficar longe dela após ser acusado de violência doméstica.

por Elyse Dupre | Traduzido Por Guilherme Della Negra | 18 jun, 2019 20:13Tags
Hayden Panettiere, Brian HickersonSplash News

Há aproximadamente um mês um juiz ordenou que Brian Hickerson ficasse longe de Hayden Panettiere, afinal, ele foi acusado de violência doméstica. Agora, a atriz de 29 anos está tentando seguir em frente.

Uma fonte disse para o E! News que a estrela de Nashville se afastou de seu namorado e está levando a sério a situação.

"Hayden Panettiere se tocou que a sua relação com Brian teve inúmeras consequências negativas, na vida pessoal e profissional dela", afirmou a fonte. "Hayden está mudando algumas coisas para reconstruir sua vida e sua carreira".

Porém, a transição não está sendo fácil.

"Foi bem difícil, mas a família dela aconselhou ela a dar um tempo para si mesma", disse outra fonte. "Hayden sabia que ela tinha que focar em si mesma e terminar a relação com Brian para começar a trazer mais positividade para a sua vida. Ela está levando um dia de cada vez e está tentando se curar. Hayden está ficando fora dos holofotes e pensando no seu próximo passo".

leia também
Hayden Panettiere e Wladimir Klitschko terminam noivado

Hickerson foi preso por violência doméstica nas primeiras horas do dia 2 de maio. Ele foi solto após pagar aproximadamente R$ 200 mil. A polícia não identificou se a vítima era Panettiere.

A atriz e seu namorado foram vistas de mãos dadas após duas semanas. Porém, no fim do mês, um juiz proibiu que Hickerson ficasse a menos de 100 metros de Panettiere. Ele também foi proibido de ter armas de fogo em casa.

No fim, Hickerson foi julgado como inocente. Ainda assim, a situação é bem difícil para Hayden.

"Ela não consegue desligar totalmente seus sentimentos por Brian. Porém, ela sabe que tem que manter sua distância dele. Os amigos e a família dela estão mais confiantes de que ela está indo na direção certa agora".