Ellen DeGeneres revelou que ela foi abusada sexualmente por seu padrasto. Em entrevista a David Letterman, para o My Next Guest Needs No Introduction, da Netflix, Ellen contou que o abuso ocorreu quando ela tinha 15 ou 16 anos.

No episódio, que será exibido no dia 31 de maio, a apresentadora fala que a mãe, Betty DeGeneres, quis se casar novamente, mas com um "homem muito ruim" e que a machucou.

"Isso é outra coisa que, você sabe, eu sinto raiva de mim mesma porque... eu estava fraca demais para me levantar – eu tinha 15 ou 16 anos e... quero dizer, é uma história realmente horrível, uma história horrível e a única razão pela qual vou entrar em detalhes sobre isso é porque eu quero que as outras garotas não deixem ninguém fazer isso", disse Ellen.

"Minha mãe teve câncer de mama logo depois de se casarem", continuou ela, de 61 anos. "Então, ela teve um seio removido, e eles tiveram um relacionamento muito, muito sexual, o que também era muito desconfortável para mim. E ele me disse, quando ela estava fora da cidade, que ele sentia um caroço no seio dela, e ele precisava sentir nos meus seios porque ele não queria aborrecê-la, mas que ele precisava sentir o meu".

"Mais uma vez, porque eu não sabia nada sobre corpos, eu não sabia que seios eram todos diferentes e... de qualquer maneira, ele me convenceu de que precisava sentir meus seios e, então, ele tentou fazer isso de novo, outras vezes. E, então, outra hora ele tentou quebrar a minha porta, eu chutei a janela e corri porque eu sabia o que ele iria fazer – iria para algo a mais. E eu não queria contar para a minha mãe, porque eu a protegia e sabia que isso arruinaria a felicidade dela".

Ellen explica que sua mãe "estava feliz com ele", embora ele "fosse um homem horrível, e eu nunca deveria ter a protegido".

"Eu deveria ter me protegido", diz a apresentadora. "E eu não contei a ela por alguns anos, mas, então, eu disse a ela. E ela não acreditou em mim. E, então, ela ficou com ele por mais 18 anos. E finalmente o deixou porque ele mudou a história por tantas vezes".

A vencedora do Emmy explica que sua mãe confrontou seu padrasto "mas ele disse que eu estava mentindo". "E, então, ela ficou com ele. Isso me deixou muito brava", explica ela.

"O que a maioria das mulheres faz é que simplesmente não sentimos que temos voz", diz Ellen. "E essa é a única razão pela qual esta é a primeira vez que eu falo sobre isso para alguém que não seja meus amigos. Nós apenas não sentimos que somos dignas ou estamos com medo de ter uma voz ou medo de dizer ‘não'".

"Naquela primeira vez, ele realmente me convenceu de que ele não queria aborrecê-la, e que ele realmente sentiu outro caroço, e ele apenas queria... mas quando eu não o deixei da outra vez, você sabe, apenas... ele apenas ficava me provocando e fingindo que estava vindo na minha direção o tempo todo".

"Essa é a única razão pela qual eu acho importante falar sobre isso porque há tantas garotas jovens, e não importa quantos anos você tenha. Quando eu vejo as pessoas falando, especialmente agora, me irrita quando não acreditam nas vítimas, porque simplesmente não inventamos as coisas. Eu gosto de homens, mas há tantos que se safam com tanto. É apenas um momento de termos uma voz. É hora de termos poder".

  • Share
  • Tweet

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.