Última Hora

Felicity Huffman, de Desperate Housewives, se declara culpada em caso de fraude universitária

"Tenho vergonha da dor que causei à minha filha", disse ela em comunicado.

por Mike Vulpo | Traduzido Por Miriam Kaibara | 09 abr, 2019 16:28Tags
Felicity Huffman, Boston, CourtCharles Krupa/AP/REX/Shutterstock

Felicity Huffman se declarou culpada após ter pago propina para sua filha entrar na faculdade. Nessa segunda-feira, 8, o Departamento de Justiça anunciou em comunicado à imprensa que 13 pais, incluindo Felicity, e um técnico esportivo se declararam culpados em fraude de universidades. 

"Estou me declarando culpada da acusação feita contra mim pelo Ministério Público dos Estados Unidos. Aceito plenamente minha culpa e, com profundo pesar e vergonha pelo que fiz, aceito plena responsabilidade por minhas ações e aceitarei acusação, resultado dessas ações", Felicity disse em declaração. "Tenho vergonha da dor que causei à minha filha, minha família, meus amigos, meus colegas e a comunidade educacional".

"Quero me desculpar a eles, especialmente quero pedir perdão aos estudantes que trabalham duro todos os dias para entrar na faculdade e aos seus pais que fazem tremendos sacrifício para apoiar seus filhos e fazem isso com honestidade".

leia também
Felicity Huffman é flagrada após mandado de prisão por caso de propina

Felicity terminou seu comunicado deixando claro que sua filha não sabia de suas ações. 

Charles Krupa/AP/REX/Shutterstock

"Minha filha não sabia absolutamente nada sobre minhas ações, e no meu caminho equivocado e profundamente errado, eu a traí. Essa transgressão em relação a ela e ao público eu levarei para o resto da minha vida. Meu desejo de ajudar minha filha não é desculpa para infringir a lei ou cometer uma desonestidade."

Felicity e William H. Macy são pais de Sofia Grace Macy, de 18 anos, e Georgia Grace Macy, de 16 anos. 

Felicity e outros réus foram presos no mês passado, acusados de conspirar com William "Rick" Singer e outros para usar suborno e outras formas de fraude para garantir a admissão de estudantes em universidades.

Na semana passada, Felicity se dirigiu a um tribunal federal de Boston para participar de uma audiência relacionada ao escândalo de admissão em faculdades. Desde que foi presa, Felicity permaneceu em silêncio sobre a situação legal e até excluiu todas as suas contas de mídia social.

Lori Loughlin e o marido Mossimo Giannulli, também acusados da mesma fraude, ainda não falaram sobre o escândalo e continuam a se manter discretos no sul da Califórnia.

"[Mossimo] está mortificado por tudo isso e quer evitar atenção indesejada em público", disse uma fonte do E! após a sua aparição no tribunal. "É extremamente constrangedor e eles sabem que não podem dizer nada".