Evan Rachel Wood fala sobre relação abusiva que teve com ex-namorado

A atriz compartilhou os relatos através das redes sociais.

por Jess Cohen | Traduzido Por Guilherme Della Negra | 12 mar, 2019 14:14Tags
Evan Rachel Wood, 2018 Met GalaAndrew H. Walker/REX/Shutterstock

Evan Rachel Wood se abriu sobre o abuso que ela sofreu em um relacionamento.

Usando a hashtag #IAmNotOk ("Eu não estou bem", em português), a atriz de Westworld usou o Twitter nessa segunda-feira, 11, para dividir a sua história de abuso e alertar as outras pessoas.

"Ao ficar dois anos em um relacionamento abusivo, eu comecei a me machucar", disse ela ao compartilhar uma foto da época, na qual ela estava com cicatrizes no braço. "Quando o cara que me abusava me ameaçava ou me atacava, eu cortava o meu pulso como um jeito de desarmar ele. Isso só fazia com que o abuso parasse temporariamente. Eu estava desesperada para que o abuso parasse, mas também tinha muito medo de ir embora".

leia também
Evan Rachel Wood diz para DJ Khaled "crescer" após ele opinar sobre sexo oral

Wood, que resolveu o caso legalmente, também compartilhou algumas fotos de um ensaio fotográfico que ela fez.

"No dia deste ensaio, eu estava tão ciente sobre a relação abusiva", tuitou ela. "Eu estava mal, severamente depressiva e mal conseguia ficar de pé. Eu acabei chorando sem parar e fui mandada para casa".

Wood falou sobre abuso doméstico no último episódio do podcast de Dax Shepard, Armchair Expert.

"Eu estudei direito este ano", dividiu ela. "Eu trabalho muito com violência doméstica e parte disso é aprender tudo o que você pode fazer com as leis e ver o que funciona e o que não funciona".

"Eu mesma sou uma sobrevivente e só recentemente eu consegui lidar e identificar tudo o que aconteceu", disse ela. "Quando acontece, é bem complicado e você mente para si mesmo. É uma situação perigosa... Você se perde e perde o sentido da realidade porque você fica presa nesse pesadelo por um tempo".

Em 2016, Wood escreveu uma carta para a Rolling Stone falando sobre abuso sexual.

"Sim. Eu fui estuprada", disse ela. "Por uma pessoa que eu amava enquanto a gente estava junto e em outra situação, pelo dono de um bar".