Xuxa sofre ataques após falsa troca de mensagens com Bolsonaro surgir na web

Apresentadora se pronunciou no Instagram nessa quarta-feira, 6, e exigiu que as pessoas que a insultaram peçam desculpas
por Miriam Kaibara 07 mar, 2019 13:42Tags
Recomendado para você: Xuxa sofre ataques após falsa troca de mensagens com Bolsonaro

Xuxa Meneghel, que posou com Angélica em festa, foi envolvida em polêmica após o presidente Jair Bolsonaro virar assunto no mundo por postar vídeo de conteúdo pornográfico em sua conta ofical do Twitter. Nessa quarta-feira, 6, uma montagem falsa com troca de mensagens entre Xuxa e Bolsonaro começou a circular na web e gerou diversos ataques contra a apresentadora. 

Através de post no Instagram, Xuxa mostrou a print da conversa e desabafou: "Estou colocando isso aqui para ver se respeito gera respeito e gentileza gera gentileza... cada um que entrou no meu Insta e Face pra me agredir se tiver caráter e dignidade vai me pedir desculpas ... ok??"

"Sejam homens e mulheres dignos de serem chamados de gente e me peçam desculpas... Fiz sim o filme 'Amor estranho amor' (Tarcisio Meira, Mauro Mendonça, Vera Fisher, Otavio Augusto, Iris Bruzzi) e ainda mais 3 revistas nua (Status, Ele Ela e Playboy) era meu trabalho , nunca me droguei, nunca me prostituí, porque minha mãe me ensinou valores. Espero que a mãe de vocês também tenha dado educação a vocês e venham aqui me pedir desculpas por algo que eu não fiz e nunca faria", escreveu ela.

leia também
Agustin Fernandez ataca Bruna Marquezine e envolve Neymar após atriz criticar Bolsonaro

"Não dou direito a vocês virem me ofender sem antes saber se isso era verdade ou não.... Vamos lá, mostrem que vocês erraram e se desculpem", finalizou ela. 

O conteúdo fake divulgado nas redes sociais, mostra uma troca de mensagens em que Xuxa questiona a ação de Bolsonaro após ele postar um vídeo de "Golden Shower" (ato em que uma pessoa urina na outra) no Twitter. 

Em resposta, o atual presidente do Brasil cita a participação de Xuxa no filme Amor Estranho Amor, de 1982.