Johnny Depp processa Amber Heard em US$50 milhões e diz que ela o traiu com Elon Musk

Ator já foi acusado pela atriz de violência doméstica

por Corinne Heller | Traduzido Por Miriam Kaibara | 03 mar, 2019 14:54Tags
Johnny Depp, Amber Heard, Elon MuskGetty Images

Johnny Depp, que alega ter provas de que não agrediu a ex Amber Heard, está processando a atriz em US$50 milhões. Johnny ainda alega que Amber o traiu com Elon Musk

O processo foi acionado devido è entrevista que a atriz deu ao Washington Post relatando as agressões que sofreu de Johnny. O ator de Piratas do Caribe negou todas as alegações e o casal acabou se divorciando em maio de 2016 dando fim ao casamento de 1 ano e 3 meses.

Seu processo, aberto na sexta-feira, afirma: "Sem o conhecimento do Sr. Depp, no máximo um mês após seu casamento com a Sra. Heard, ela estava em um novo relacionamento com o fundador do Space X e da Tesla, Elon Musk".

"Apenas um mês após o Sr. Depp e a Sra. Heard se casarem - enquanto o Sr. Depp estava fora do país, filmando em março de 2015 - o pessoal do Eastern Columbia Building testemunhou que a Sra. Heard recebeu Musk 'tarde da noite' na cobertura do Sr. Depp", dizem os documentos. "Especificamente, a Sra. Heard pediu à equipe do Eastern Columbia Building que desse a ela e ao 'amigo Elon' acesso à garagem do prédio e ao elevador da cobertura 'tarde da noite', e eles testemunharam que eles o fizeram. A equipe do prédio viu o 'amigo' da Sra. Heard saindo do prédio na manhã seguinte".

leia também
Johnny Depp alega ter evidências de que não agrediu Amber Heard

O processo acrescenta: "A primeira aparição de Musk na cobertura de Depp ocorreu logo depois que Heard jogou uma garrafa de vodka em Depp na Austrália, quando soube que o Sr. Depp queria que o casal entrasse em um acordo pós-nupcial sobre ativos do casamento. O projétil apontado violentamente praticamente decepou o dedo médio de Depp em sua mão direita e quebrou os ossos. O casamento de Depp com a Sra. Heard chegou ao fim em maio de 2016".

Media-Mode / Splash News

Um representante de Musk disse ao E!, "Elon e Amber não começaram a se ver até maio de 2016, e mesmo assim foi pouco frequente. O relacionamento deles não se tornou romântico até algum tempo depois".

Musk, de 47 anos, e Heard, de 32 anos, foram fotografados juntos como um casal em abril de 2017 e se separaram naquele verão.

O representante de Heard não comentou diretamente sobre as acusações de traição de Depp. Seu advogado comentou sobre o processo em geral, dizendo em um comunicado: "Esta ação frívola é apenas o mais recente dos esforços de Johnny Depp para silenciar Amber Heard. Ela não será silenciada. As ações do Sr. Depp provam que ele é incapaz de aceitar a verdade. Mas, embora ele pareça obcecado em conseguir a auto-destruição, nós prevaleceremos em derrotar este processo sem fundamento e acabar com o contínuo assédio vil da minha cliente pelo Sr. Depp e sua equipe jurídica".

O advogado de Depp disse em resposta à declaração, "'Eles quererem silenciar Amber Heard' não soa como uma negação da Sra. Heard das 40 páginas da queixa contra o Sr. Depp, repleta de evidências. Nós dificilmente pretendemos silenciar a Sra. Heard—pelo contrário, pretendemos intimar e obrigar as evidências dela, de seus três amigos assistentes e de Elon Musk. Esperamos ansiosos para realizar as impressionantes provas em vídeo, fotográficas e testemunhais que finalmente possuímos contra Amber Heard (até agora em silêncio) na tentativa de explicar o inexplicável".

 

Veja abaixo Johnny Depp e Amber Heard no Brasil: