Kevin Spacey, que reviveu seu papel em House of Cards em vídeo estranho, não se sente culpado pelas diversas alegações de assédio sexual. Nesta segunda-feira, 7, o Tribunal Distrital de Natucket acusou Kevin de assediar o filho de um ex-apresentador de TV, em um bar em Massachusetts, em 2016.

O ator de 59 anos voou para a audiência por meio de um avião particular e surgiu sorrindo ao entrar no tribunal, por volta das 10h45. Durante a audiência, de nove minutos, ele foi ordenado a ficar longe e não ter contato com a suposta vítima ou sua família.

Segundo a CNN, um argumento de inocência foi apresentado em nome de Kevin, que deve comparecer no dia 4 de março, às 11h, na próxima audiência. Ele não precisa estar presencialmente, mas, pelo menos, disponível por telefone.

O Juíz Thomas Barrett supervisionou o processo e o ator foi representador por Alan Jackson. A suposta vítima foi representada pelo Procurador-Geral do Distrito, Michael Giardino.

Já de acordo com a NBC News, o caso apareceu pela primeira vez em novembro de 2017, depois que a âncora de Boston, Heather Unruh, realizou uma coletiva de imprensa e alegou Kevin tocou as genitais de seu filho no The Club Car.

O ocorrido teria acontecido quando a suposta vítima tinha 18 anos de idade. "Ao denunciar o assédio sexual, meu cliente está determinado a encorajar a voz das vítimas que ainda não estão prontas para relatar os assédios sexuais", disse o advogado da suposta vítima ao E! News. "Meu cliente está liderando".

Em dezembro de 2018, revelou-se que Kevin enfrentou mais uma acusação de agressão. A ex-estrela de House of Cards declarou sua intenção de se declarar inocente pouco depois.

De acordo com a ABC News, o ator tentou ser dispensado dos procedimentos desta segunda-feira, 7, observando que sua participação "ampliaria a publicidade negativa já gerada em conexão com este caso". No entanto, seu pedido foi negado.

Esta não foi a primeira vez que Kevin foi acusado de má conduta. Em 2017, Anthony Rapp o acusou publicamente de assédio sexual quando o ator tinha apenas 14 anos.

Kevin alegou que não se lembrava do suposto incidente e pediu desculpas a Rapp. Além disso, ele também assumiu ser gay, na época. Depois do ocorrido, outras vítimas vieram à tona.

Depois de ficar longe dos olhos do público desde a série de acusações, Kevin ressurgiu recentemente. No final de dezembro, ele foi fotografado pela primeira vez desde 2017.

O bicampeão do Oscar foi visto cobrindo o rosto com um cachecol enquanto se dirigia para seu carro. Ele foi fotografado novamente ao entregar uma pizza para um paparazzo. No dia, ele usava um chapéu que dizia "aposentado desde 2017".

Kevin Spacey

Jessica Rinaldi/The Boston Globe via Getty Images

Naquela época, a Netflix cortou os laços com o personagem dele, Frank Underwood, de House of Cards, mas isso não foi o bastante para ele fazer um vídeo sobre o assunto em seu canal do YouTube.

"Então, nós não terminamos, não importa o que as pessoas digam", diz ele, no vídeo. "E além disso, eu sei o que você quer. Você me quer de volta. Claro que alguns acreditaram em tudo e apenas esperavam ansiosamente para me ouvir confessar tudo. Eles estão morrendo de vontade de me ver dizendo que tudo é verdade e que eu recebi o que merecia".

Criador de Celebridades: Toda quinta-feira, a partir as 20h. Só no E!

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.